Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

A MÍDIA E SEUS ABUTRES, COVEIROS e GOIABA

Imagem
Abutres, coveiros e goiabas da mídia

Por Flávio Aguiar, de Berlim, no site Carta Maior:

"A campanha nacional e internacional contra o Brasil e os brasileiros disseminou três tipos de detratores do nosso país:abutres, coveiros e goiabas.

1- Os abutres

São os mais ideológicos de todos. No plano internacional, têm sido puxados por "The Economist" e "Financial Times". Para eles, o Brasil se assemelha a uma valiosa carniça a ser saqueada. O valor da carniça aumentou muito desde as descobertas na camada atlântica do pré-sal. Muitos deles mantêm uma pretensa elegância, muito própria para quem gosta de usar ternos de grife no trabalho. Seu estilo preferido é o prosaico analítico, com direito, vez por outra, a certos sarcasmos pesados, que eles veem como mera ironia, como a de comparar a nossa presidenta a Groucho Marx. Adoram elogiar o México e a "Aliança do Pacífico", como “respostas” ao Brasil e o Mercosul. No fundo, no fundo, o que querem é garantir o máximo …

FABRICANDO CONSUMIDORES

Imagem
Alvo certo: crianças brasileiras passam, em média,  5h22 em frente à tevê
Fabricando consumidores
Proibição do Conanda à publicidade infantil 
é ignorada. Para especialistas, falta 
de maturidade das crianças as torna 
um público mais suscetível ao 
apelo das marcas
Elas participam de 80% das decisões de compra da família, segundo a Interscience, e passam, em média, 5 horas e 22 minutos diários em frente à televisão – o tempo, estimado pelo IBGE, é superior ao despendido em período escolar no Brasil ou no convívio com os pais.  São elas que apresentam aos familiares novos produtos e os informam sobre o que está ou não na moda. Em outras palavras, as crianças são um importante e rentável alvo para os anúncios publicitários e outros tipos de comunicação mercadológica. O fato pode ser constatado pela quantidade de personagens de desenhos e filmes infantojuvenis que estampam marcas de roupas, brinquedos, materiais escolares e produtos alimentícios. A mensagem dos comerciais é invariavelmente …