MÍDIA ADMITE ABERTAMENTE QUE O GOVERNO CONTROLA AS NOTÍCIAS

Um trio de escândalos Obama forçou a mídia corporativa admitir seus próprios relatórios não são nada mais do que os pontos de discussão controladas pelo governo e não o produto de uma imprensa livre e aberta. 

Se você tem acompanhado as notícias ultimamente você vai notar que há três escândalos no governo que a mídia está focando 1) O DOJ espionando os repórteres AP 2) Benghazi portão 3) IRS alvo de grupos ativistas.

Embora cada um destes seja verdadeiramente acusações graves da corrupção generalizada no nosso desonesto governo federal, combinando estas três histórias revela uma história ainda maior que é a admissão aberta recorrente pelos meios de comunicação que as notícias que relatam está sendo controlada pelo governo.

Estes três escândalos levaram a mídia a se rebelar contra o governo de Obama de uma forma que ele não fez no passado e, ao mesmo tempo forçando a mídia a admitir alguns fatos contundentes sobre a forma como as notícias são e realmente se originaram nos Estados Unidos.

Os relatórios da mídia sobre os escândalos fornecem as percepções públicas sobre as operações da relação incestuosa entre a imprensa e o governo.

Tais revelações sugerem claramente que a mídia corporativa e o governo americano acaba indo longe demais fora de controle com o público
Estes três escândalos forçaram a mídia corporativa a admitir abertamente que tem sido descartada como teoria da conspiração apenas - e que a mídia corporativa está agora admitindo abertamente que eles são de fato estenógrafos controlados que não fazem nada mais do que o eco narrativas de pré-scripted descritas no pontos de discussão criados pelos governantes do governo à sombra da América.

Para ser absolutamente claro, isso não é uma hipérbole nem é especulação. É um fato que a mídia corporativa agora está admitindo abertamente suas reportagens sobre o escândalo de Benghazi nos últimos 8 meses, tem sido apenas a papaguear das declarações dadas por funcionários do governo que eram meramente pontos de discussão emitidos pela CIA.

Até agora apenas sobre cada organização de notícias relatou repetidamente a história sobre como a CIA emiti pontos de discussão que foram editados 12 vezes por várias pessoas no governo à sombra antes que eles foram dados para transmissão à imprensa que, virou eco para as massas.

Esta é uma admissão direta de que a falsa narrativa sobre Benghazi, que foi empurrado goela abaixo como um fato pela mídia corporativa e não era nada mais do que os pontos de discussão emitidos pela CIA.
Uma vez que a manipulação subliminar da consciência das massas é agora uma ciência que o governo tenha dominado completamente, vamos certificar de ter sido desprogramados antes de continuar.

Acorde - Cada agência de notícias do país está admitindo 8 meses de reportagens sobre Benghazi eram nada mais do que o papaguear de emissão da CIA e seus pontos de discussão. 

[Era tudo conversa fiada da CIA]


Para deixá-lo afundar-se dentro.
Isto não é uma hipérbole e não sensacionalismo.
Toda a mídia corporativa agora está admitindo abertamente que eles apresentaram para nós como notícias objetivas independentes não era nada mais do que o eco de lista da CIA e pontos de discussão.
Será que ninguém se incomoda?

A maioria das pessoas que estão perturbadas são apenas perturbadas pelo fato de os pontos de discussão ser mentira.

Isso é o que a mídia está nos dizendo que o escândalo é.

Mas o verdadeiro escândalo aqui, e aquele que ninguém parece ter um problema com, é que a mídia está ecoando uma lista real do governo nos pontos de falar com público e manipular o público a acreditar que os pontos de discussão foram os resultados de objetivos verificados de forma independente de investigação jornalismo.

Sim, o verdadeiro escândalo é que o governo está controlando totalmente a notícia e que a mídia está fazendo nada mais que regurgitando uma narrativa oficial trabalhada por fantasmas à sombra no governo.
Esses fantasmas operam em segredo e disseminam suas instruções de operação de propaganda para figurar cabeças públicas nos bastidores que no revezamento e a informação para os meios de comunicação que, em seguida, retransmite para o público.

Operações de Informação, Google.
Mas a mídia quer nos fazer crer que o escândalo é que os pontos de discussão da CIA era mentira e é o único escândalo que a mídia quer que você veja.

A mídia não ousa olhar no espelho e apontar para si mesmo.
Certamente eles representam-se ao público como fato damas que verificam todas as informações em seus relatórios.

Mas nada pode estar mais longe da verdade, pois como vemos claramente aqui mesmo um amador que fez uma tentativa desprezível para verificar de forma independente as declarações emitidas pelo governo teria facilmente tirado do armário as falsidades nas suas reivindicações.

Em vez disso, o único escândalo que a mídia vê aqui é o fato dos pontos de discussão da CIA foram deliberadamente falsificados assim que Obama não entendeu sothat calor podia ser reeleitos.

Agora veja, eu não discordo que é na verdade um escândalo e os meios de comunicação por todos os direitos devem continuar a investigar e expor a verdade sobre aquele escândalo.

Mas, para o bem-estar desta nação e da proteção dos seus cidadãos a mídia precisa ser mantida como responsável, porque se eles não levaram o governo a sua palavra, apesar de uma trajetória contínua de mentiras e decepção a América seria um lugar mais seguro hoje e os cidadãos desta nação e da humanidade como um todo teria um futuro muito mais brilhante, mais seguro e seguro.

Ao invés da relação incestuosa da mídia com o governo que tem levado a ilegais guerras no exterior e bombardeios em curso em vários países que custaram a vida de um número incontável de inúmeras pessoas todos sendo perpetuados por um estado policial, sempre em expansão, que parece cada vez mais como um pesadelo orwelliano totalitário, a cada dia que passa.

É claro que o dano da mídia tem permitido a ocorrer e continuará a reverberar ecos destrutivos da carnificina sobre as massas para as gerações vindouras.

O escândalo IRS ilustra esse ponto ainda mais. A mídia tem ignorado durante anos reclamações de grupos de ativistas dizem que foram injustamente sendo sacudidos pelo IRS. Estas reclamações foram ignoradas, mesmo quando os membros do Congresso nos forneceram provas para sustentar as acusações. 

Mas o que vimos foi uma mídia corporativa controlada pela Gestapo americana que não se atreveu a descer o roteiro e o relatório a nada ao lado dos pontos de discussão que o governo lhes deu. 

O mesmo acontece com a destruição da constituição através de uma campanha crescente de pós 11/9 a besteira do Patriot Act, o NDAA, e drones à medida draconiana contendo a ser empurrado pela máquina de propaganda para implementar medidas como CISPA, em tempo real vigilância total, o desarmamento inevitável do público.

A razão para isso é clara, mas temo que se as pessoas nos meios de comunicação não encontrar a coragem de ser valente agora em breve será tarde demais.

Organizações noticiosas sabem que se sair da linha o seu acesso a suas "fontes internas" pode estar na lista negra do governo. Para os indivíduos naquelas organizações cometem tais atos de bravura são de carreira movimentos finais. 

Quando a mídia sai da linha e relatórios de tudo o que contradiz a narrativa oficial do governo vemos obter direcionados pelo governo, tanto secretamente e abertamente. Vimo-lo com a coalizão de jornalista que processou o governo por ser alvo através da NDAA e com WikiLeaks.

Isto, obviamente tem laços com o terceiro escândalo que é a o da Associated Press que está sendo espionada pela Gestapo por se atrever a denunciar a informação que não foi expressamente autorizado em pontos emitidos pelo governo sombrio.

Sim, de vez em quando vemos lojas como a Associated Press, The New York Times ou o Washington Postque o chamado jornalismo investigativo acrescenta osr passos fora dos limites e conflitos com a narrativa oficial. 
Mas não se deixe enganar. Sim, a mídia relata-os como "vazamentos" provenientes de "fontes internas falando sob condição de anonimato," mas nada poderia estar mais longe da verdade. Esses relatórios não são nada mais do que declarações dadas por funcionários da mesma Gestapo que estão cotadas na condição de anonimato, e esses vazamentos são autorizados.

Basta olhar para o que está acontecendo com a Associated Press agora. Eles ousaram contrariar os pontos de falar narrativa. Em vez disso, a CIA implicou-os como envolvidos no planejamento de um plano terrorista no Iêmen, que agentes da Al-Qaeda estavam indo para atacar aviões americanos e agora eles estão sendo alvo da Gestapo por vazar essa informação.

Olhe para a elaboração de relatórios sobre Benghazi. Fiz várias 
reportagens investigativas que desmascaram a narrativa do governo logo após os ataques. Muitos dos detalhes que eu levantei no meu relato ainda hoje não estão sendo discutidos pela mídia corporativa para que até mesmo os relatórios são dados pela mídia corporativa sobre o escândalo e ainda são controlados por pontos que falar ou que gostaríamos de ouvir com muita informação diferente sobre o escândalo da mídia.

Claro que isso é típico de uma mídia que simplesmente ecoa pontos de discussão do governo. Basta olhar para os relatórios sobre ataques aéreos, em que todos os casos ecoa declarações do governo de que os militantes foram mortos, apesar de centenas de reportagens estrangeiras sobre os atentados que mostram ataques de drones repetidamente que matam mulheres e crianças inocentes. 

Os exemplos são numerosos. Armas de destruição em massa do Iraque, na Líbia, o derramamento de óleo BP, Fukushima e até agora vemos a mesma coisa, na Síria.

Apesar do histórico da mídia corporativa, seja ela consciente ou inconscientemente, ou alguma combinação destes por várias razões, de agir como um porta-voz obediente na máquina de propaganda tudo isso parece estar mudando na sequência dos últimos escândalos no balanço da administração Obama.

Isso tudo é evidenciado pelo fato de que a mídia está admitindo que o seu relato é baseado no que governo quer como nunca foi admitidos ou discutido abertamente além do que tem sido rotulado a franja falando em teóricos da conspiração para a multidão.

O que está sendo sinalizado por essa revelação para o público é que o governo foi muito desonesto e devemos ter cuidado que o que uma vez aceito como credível de notícia não é nada mais do que uma campanha bem orquestrada de propaganda.

No entanto, mesmo na esteira da rebelião dos meios de comunicação, não devemos chegar ao excesso de zelo como manipuladores do governo em breve para trabalhar e acabar com aqueles que estão trabalhando para resistir à máquina.

Organizações de notícias nos meios de comunicação serão obrigados, de uma forma ou de outra obter sua informação para trás do script.
Para aqueles que nos meios de comunicação que lerem isso, a hora de agir é agora. 

Não podemos continuar a permitir que a informação que é comunicada às massas pelos meios de comunicação, seja ferramenta do público para manter o governo sob controle e impedir que se torne arrogante sobre as pessoas, a ser controlada por algumas figuras ricas e poderosas que trabalham como manipuladores de gelo de uma máquina de propaganda bem oleada que para um governo à sombra secreta.


Fonte
Via: http://forum.antinovaordemmundial.com/

http://www.libertar.in/2013/05/midia-admite-abertamente-que-o-governo.html

Postagens mais visitadas deste blog

RÚSSIA E CHINA ESTÃO JUNTOS NA SÍRIA

QUEM FOI CHE GUEVARA ?

REINO UNIDO É O PRIMEIRO PAÍS A AUTORIZAR "BEBÊS COM TRES PAIS",OU SEJA A CONCEPÇÃO A PARTIR DO DNA DE TRÊS PROGENITORES